Série Jornada: micropigmentação areolar, a nova tendência

Série Jornada: micropigmentação areolar, a nova tendência

Continuando nossa série de temas da 16ª Jornada de Micropigmentação, no segundo dia de evento (22/10), um workshop que você não pode perder trata de um tema que vem ganhando muito espaço no setor: a correção em aréolas mamárias.

Certos procedimentos estéticos aumentam a autoestima e valorizam partes do corpo e rosto, mas esses aspectos se aprofundam mais ainda quando o assunto é a recuperação de uma área degradada pelo câncer, tornando o cuidado com a beleza dos seios ainda mais necessário.

Participe da Jornada de Micropigmentação 2018 – um evento EXTRAORDINÁRIO!

Para a professora Liniria Reinaldo, referência em micro corretiva mamária no Brasil, essa é uma área relativamente nova, que possui uma alta demanda reprimida, além do importante trabalho de recuperação da autoestima dos clientes beneficiados pela técnica. “Primeiramente, é preciso saber como fazer o procedimento perfeitamente, pois a paciente já está bem sensível pela mastectomia (retirada da mama). Vou passar para as participantes da jornada todas as dicas, utilização de cores e movimentos para que a miro saia perfeita e essa profissional ganhe cada vez mais clientes”, destaca.

Liniria ressalta também o trabalho dentro de hospitais, com várias pacientes procurando esse tipo de resultado. “É uma área rentável, pois não é só para mulheres mastectomizadas, mas reparações estéticas, como cobrir cicatrizes”, completa.

“Particularmente, gosto muito dessa especialização, pois vejo a felicidade das mulheres que passaram por processos muitas vezes agressivos e conseguem reverter com a micro. Fazemos muito mais de micropigmentar, mas devolvemos a vida para muitas pacientes”, diz Liniria.

Especialização Corretiva em Aréola Mamária

Além da Jornada, a Mag oferece um curso específico voltado para profissionais interessados em aprender técnicas de micropigmentação paramédica voltadas para a reconstrução visual de aréolas mamárias em mulheres  submetidas à mastectomia e outros tipos de cirurgias.

A especialização tem duração de doze horas direcionadas ao aprendizado, focado na atenuação de imperfeições e refação do desenho das aréolas em mulheres com as mamas reconstruídas ou sinais cicatriciais. O profissional aprende sobre a fisiologia da fixação de pigmentos, técnicas de medida e posicionamento, biossegurança e colorimetria específica aplicada à técnica de reconstrução estética dos seios.

Confira mais, saiba sobre próximas turma e se inscreva clicando AQUI.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *