6 regras essenciais que todo micropigmentador deve seguir

6 regras essenciais que todo micropigmentador deve seguir

tabata_2015

 

Depois do BOOM da micropigmentação, um verdadeiro up no mercado da arte de pigmentar, infelizmente estamos passando pelo processo de correções e dicas do que NÃO FAZER!
Estão rolando pela internet fotos como essas abaixo, onde procedimentos foram realizados de forma incorreta, com resultados ruins, denegrindo a técnica da micropigmentação.

sobrancelhas_imperfeitas

 

Resolvi, então, fazer o post de hoje para relembrar aos pigmentadores de plantão o B-A-BA, os primeiros passos e as regras básicas para um resultado eficaz.

1ª Regra básica -> O  DESIGN

Vamos ficar atentos aos desenhos!

Sentar o cliente, olhar de frente para ele, utilizar paquímetro, compasso, régua, enfim, usar as ferramentas disponíveis no mercado para um design harmônico e para sobrancelhas alinhadas uma a outra. Respeitar as medidas de início, término e ponto de altura, evitar os desenhos longos, grossos e próximos demais.

2ª Regra básica -> A COR

A lei é: preto, JAMAIS!

Atualmente possuímos uma gama de pigmentos com tonalidades ideais para cada fototipo. Respeitar a cor da pele e cor do pelo da sobrancelha é essencial, e é sempre bom lembrar que o retoque serve para corrigir pequenas falhas, engrossar e até mesmo escurecer se houver necessidade.

3ª Regra básica -> A TÉCNICA

A micropigmentação é uma verdadeira arte, conseguimos diversos efeitos, mais compactos, mais esfumados, efeitos de luz e sombra, técnicas de hiper-realismo, fios perfeitos, etc. Vale lembrar que o queridinho do momento é o FIO A FIO mas, cá entre nós, às vezes um esfumado bem feito fica muito melhor que os fios.

Se for para fazer o fio, é essencial que se respeite as regras para tal: movimento extremamente lento, caimento no fio (traço) acompanhando o caimento do pelo natural e, o mais importante, o resultado do fio, os fios feitos com o dermógrafo precisam se camuflar com os pelos da cliente, o trabalho do profissional não pode aparecer mais que todo o resto.

4ª Regra básica -> FICHA DE ANAMNESE E BIOSSEGURANÇA

É muito importante que se faça uma avaliação junto ao cliente para ter certeza que não haverá nenhum tipo de complicação e se existe contra indicação um belo motivo caminha junto. Uso de materiais 100% descartáveis, descarte em locais indicados e da forma correta também.

5ª Regra básica -> PENSE COMO PROFISSIONAL

Vejo muitos casos em que o cliente quer dominar o trabalho do profissional, pedindo desenhos e cores totalmente fora do padrão. Mostre para o cliente porque aquele desenho grosso, longo e quadrado não ficará bom. Explique que a cor será de acordo com a pele e pelo dela, repasse com o cliente todos os cuidados pré e pós procedimento, tenha postura na hora de explicar os mínimos detalhes para ele.

Claro que precisamos saber ouvir, afinal o cliente vem com muitas expectativas, mas nem sempre dá para fazer do jeito dele. Então, postura!

6ª Regra básica -> DEDIQUE-SE

O mundo da beleza está em constante renovação, por isso, estar sempre atualizado, participar de palestras, simpósios, realizar novos cursos, treinar em peles sintéticas, e estudar MUITO é extremamente importante. Assim como em qualquer outra profissão, o conhecimento é a chave para o sucesso, tudo isso é essencial para um profissional de excelência e com certeza faz toda a diferença no atendimento e no resultado.

Muito sucesso a todos!!!

Share

Comments

  1. Excelentes dicas que muitos profissionais deveriam colocar em prática. Regras básicas que infelizmente muitos cursos não ensinam. Parabéns pelas dicas.

  2. Marli Madeira Gonçalves: dezembro 13, 2015 at 1:49 pm

    Tenho ainda dificuldades qto aprofundar a agulha na pela da cliente. Por que passo a agulha c/pigmento varias vezes no mesmo local, da forma q aprendi e qdo passo o algodão sai tudo, minha prof fazia e nada saia, onde to errando?

  3. Karla Carazzai Pereira: junho 9, 2016 at 4:48 pm

    Eu tenho a mesma dificuldade, em fazer pegar o pigmento, fiz o curso com vcs em Curitiba e cuido com o grau de posicionamento do dermografo, a velocidade e o movimento da mão, mas mesmo trabalhando a um ano, muitas vezes chego a desanimar. Também peço alguma dica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *