Café com micro fala sobre junção de procedimentos que valorizam a micropigmentação

Café com micro fala sobre junção de procedimentos que valorizam a micropigmentação

A estética possui vários procedimentos, como o microagulhamento, que completam e harmonizam perfeitamente com a micropigmentação, valorizando ainda mais o trabalho do profissional. Para falar sobre esse tema , o programa Café com Micro, a master Andrea Martins, falou com dois especialistas no assunto: a fisioterapeuta e esteticista Mariana Negrão e o esteticista e estudante de fisioterapia Heitor Cruz.

Mariana explica que em muitos casos o cliente inicia um tratamento de microagulhamento e percebe que há outros métodos que, em conjunto, agregam positivamente. “A pessoa entra na clínica querendo um microagulhamento e depois percebe que a micropigmentação pode vir arrematando ou vice-versa. Dá pra casal super bem essas técnicas, fazendo esse trabalho global”, avalia.

Veja os cursos e especializações em promoção na Mag Estética que vão valorizar ainda mais o seu trabalho!

“Pesquisas recentes mostram que há aumento na procura por procedimento estéticos não invasivos, e temos que estar aptos a aplicá-los, pois o cliente vem nos procurar por que quer resultado. Ativos, tecnologia eletroterápica e  microagulhamento são alguns bons exemplos. E o agulhamento é um recurso fantástico para rejuvenecimento facial. E isso auxilia muito a micropigmentação, é uma via de mão dupla”, completa Mariana.

Investimento em capacitação é essencial

Em 2013, Heitor Cruz viu com a necessidade de se inserir no mercado, ao trabalhar na área administrativa da clínica de estética da sua própria mãe. “No começo, eu tinha preconceito comigo mesmo, por ser homem no mercado de estética. Mas aí fui me aprofundando, me inserindo na área científica, e entendi que estudar e me aperfeiçoar na área clínica é a melhor saída. Além de esteticista, fui me graduar em fisioterapia”, coloca.

Mariana Negrão, que foi professora de Cruz, reitera a questão do investimento constante em cursos mais técnicos, com aprofundamento científico. “O diferencial no mercado é aquele profissional que está estourando e, mesmo assim, não se acomoda e procura mais. Isso gera muito retorno financeiro, pelo nível e excelência no trabalho”, finaliza.  

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *